Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Muito mais que uma lenda!


Se eu ainda estivesse com alguma dúvida, elas foram dirimidas! Não adianta reclamar. McCartney é o cara!  Uma lenda! Talvez seja a própria música!!


O sr. Macca simplesmente nos apresentou um set com 36 músicas!! Não 36 músicas ao acaso. São 36 sucessos naturais!!
O cara é simpático!!! Precisaria com seus 68 anos vir ao Brasil e receber um 'treinamento intensivo' para falar expressões gaúchas....  Será que o cara ainda precisaria agradar?
A resposta parece ser.... Não!!! Ele faz isso porque gosta! 
Ele faz porque é profissional, e na minha opinião, o melhor profissional da música!!


                                          Confesso que vi!!                                                                


Ouvi comentários pré-show sobre a competência de sua banda.
Não sendo músico, cheguei a conclusão ( vendo ao vivo), de que a banda atual de Paul (desde 2001) é ótima!
Tudo bem, Robbie McIntosh (principalmente) e Hamish Stuart ( da banda de 89/93) tinham um toque sedutor, um dedilhar mais suave e exato, tudo no lugar certo!
O que soa óbvio agora, é que Rusty Anderson (principalmente) e Brian Ray, pegam pesado, e pegam junto!! Eles fazem um contraste evidente com a parte 'rock-matinê' das primeiras músicas dos Beatles! Acontece que a banda curte o que faz!! Neste sentido é a melhor banda que Paul já teve de longe...



Alguém poderia ter passado pelo show sem sentir a batida e a presença magnética do baterista Abe Laboriel Jr? 
Paul 'Wix' Wickens dispensa mais palavras. Está na banda desde 1989, e curte ser o maestro do pessoal! 


Hoje pela manhã, no hotel Master Express na Cidade Baixa, ao tomar meu café da manhã com minha esposa Sonia e meus amigos Rogério e Lúcia, tive o prazer de encontrar  Marco Antonio Mallagoli, - para quem não sabe, ele é o fundador do fã clube 'Revolution', e que também esteve no show. 
Concordamos sobre algumas coisas: alguém conhece algum músico, que num show consiga tocar baixo, guitarra, piano, ukelêle - ele não quis ou não precisou tocar bateria - e ainda assim conseguir cantar daquele jeito??
Pessoal estou convencido!! O cara é o cara! 






Ele é ser humano, ele é bom, ele é competente, ele gosta do que faz!!
Amigos, eu vi de novo, e me orgulho disso, 20 anos após o show de 184 mil pessoas no Maracanã!
Penso que agora posso morrer em paz!! 


Obs.: vou voltar ao assunto para falar sobre o show em si!!

Um comentário:

Débora disse...

É indiscutível que ELE É O CARA!! Sim, também fiquei impressionada com o seu profissionalismo, tendo nos presenteado com um show de 3 horas - já disse que se tivesse sido de umas 2 horas, todos ficariam satisfeitos, mas não - este Sir de 68 anos, nos presentou com sua performance linda e inesquecível, por 3 horas!! Que amor, que carisma, que vigor e jovialidade!
...e Deus criou Paul McCartney!!!