Total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Nuvem Passageira em Machu Picchu!!


Rolava o ano de 1977, eu me preparava pra cursar Bioquímica na UFSM, e uma musiquinha insistia em tocar nas rádios, primeiro gaúchas, e depois do país inteiro.
Era 'Nuvem Passageira', que a primeira vez que ouvi, não sabia quem cantava, nem entendia a letra. Em seguida achei esta canção em 'compacto simples', como chamavam o 'single', na Bobby Som, tradicional loja de venda de vinis na cidade. 
O autor e cantor se chamava Hermes de Aquino (depois viraria Hermes Aquino, numerologia talvez), e o lado 2 do compacto tinha a canção mais bem acabada - na minha opinião - que se chamava 'Machu Picchu'.
A 'Nuvem Passageira', era um fado disfarçado, com uma letra meio mística e romântica ao mesmo tempo. O grande lance para o gaúcho Hemes Aquino, foi que esta música foi parar na novela 'Casarão', e seu autor então foi descoberto por todo o Brasil.


Estou contando isto porque o selo 'Discobertas' acaba de lançar em cd, 34 anos depois os dois álbuns que Aquino lançou na época. E sabem do melhor? Curti! Descobri novas musiquinhas que naquele tempo de faculdade não dava muito importância. Talvez seja apenas saudosismo meu, vou dar um desconto!
Ouvindo agora 'Machu Pichu', fico pensando como uma novela tinha (ou tem) o poder do sucesso, porque ela é muito melhor mesmo que a nuvem.
Hermes Aquino não ficou numa novela só. Logo depois sua canção 'Desencontro de Primavera' - título de seu primeiro disco - faria parte da trilha sonora de 'Loco motivas'. Esta sim, um fado sem disfarce! Bonitinha e comercial, ela foi lançada em Portugal como single, com 'Nuvem Passageira', e estourou nas terras lusitanas.
Gosto também de 'Pedras no Meu Caminho', 'Longas Conversas' e 'Guantanamo', esta em parceria com Fogaça.


Hermes Aquino começou como músico na noite, e fazendo jingles. No início de sua carreira ele tocou muito em Santa Maria, e homenageou nossa terra, em seu segundo álbum, com o título e uma canção!
 Mais bem trabalhado que o anterior, este disco infelizmente não teve nenhuma novela pra dar uma força, e tampouco a nova gravadora de Hermes - a Capitol - parece ter se importado com ele!
Revendo este trabalho também notei uma tendência exagerada para o romantismo do autor, mas que ao mesmo tempo não soa piegas. 'Senhorita' e 'Chuvas de Verão', são belas obras, assim como 'Esperança' e 'Luzes da Cidade' que vem como bônus.


Essas duas últimas são as derradeiras gravações de Aquino, que saíram em single. Logo depois ele mandaria uma carta para a EMI se queixando da pouca atenção que lhe era dispensada. A gravadora reagiu o demitindo!
O músico, não desanimou e voltou a fazer jingles, uma de suas especialidades. Chegou a montar a banda 'Eureka', com Cláudio Vera Cruz e Zé Vicente Brizola, nos anos 80. Ele continua ligado a música!

Para este final de sexta-feira, vou recordar um pouco dos anos de faculdade e loucuras, com Hermes Aquino na 'vitrola'! Porque fui me desfazer dos vinis???

Não deu prá ti, anos 70!!!



4 comentários:

cris disse...

Dado! Bárbaro, adorei ouvir "Macchu Picchu", depois de séculos...

Por onde anda Hermes Aquino, sabes?

E de onde ele é?

Beijos,
Titina

Eduardo Lenz de Macedo disse...

Titina, Hermes Aquino é natural de Rio Grande, apesar de pelo que comentam ter tocado muito em SM no início da carreira. Isto lá pelos início dos 70. Ele hoje tem 62 anos. Continua trabalhando com jingles, e parece que anda compondo bastante. Talvez venha aí um retorno!!
Valeu. Beijo.

Vovô Vavá de Ode Atola disse...

Maravilha, teu primeiro paragrafo, parece ter saido da minha boca, faz muito tempo que digo a mesma coisa, praticamente com as mesmas palavras e fico feliz em sabaer que vão regravar a obra dele. valeu pela postagem, um abraço, estudei Direito na UFSM me formei em agosto de 85

Eduardo Lenz de Macedo disse...

Valeu amigo, o Hermes já está com seus dois trabalhos de 77 e 78 em cd, regravados! Eu entrei em 77 na Bioquímica da UFSM, mas larguei em 80..hehehe.
Abração e participe sempre.