Total de visualizações de página

sábado, 12 de janeiro de 2013

Michael Cooper!





Acho complicado comentar alguma coisa sobre fotógrafos. Todo mundo é fotógrafo!
Aí, se você chega na música - e no rock, a fotografia se torna ainda mais tênue e difícil definir, na minha ótica.
Existem porém, algumas exceções que mesmo a um olho 'humano' como o meu, esta arte salta aos olhos!! Já comentei aqui no blog, sobre David Bailey e Bob Gruen, exaltei Linda McCartney, - ela merece - e, sim, não esqueci de Annie Leibovitz.
Uma pessoa que eu já conhecia, e sabia, tinha clicado a capa do 'Pepper's' dos Beatles, eu geralmente negligenciava.
Tipo: 'Pô, ele só fez isso...'
Isso, já teria sido o suficiente, pensei depois.


O que acontece é que Michael Cooper, foi mais, muito mais que o fotógrafo da capa de 'Sgt. Pepper's'.
Sua ligação com os Beatles, aconteceu através do marchand Robert Fraser, ícone da 'swinging London', que por acaso também conhecia os Rolling Stones.
Fraser, procurado por Paul McCartney, insistiu que Cooper era a pessoa certa para incensar aquele momento histórico - adivinhação - que a música iria desfrutar.
Alguns meses depois, o mesmo Cooper foi convocado por Keef Richards para dar tratamento semelhante à obra Stoniana chamada 'Their Satanic Majesties Request'.

                                                                        Michael e seu filho Adam

Agora, eu de posse do livro 'Early Stones', publicado por aqui graças a Editora Planeta, sinto como se nunca tivesse realmente apreciado os anos 60 - e olha que minha infância foi ali -, o cara, parece o próprio retrato da época!
Michael Cooper, algumas almas chegam a comentar, foi o verdadeiro modelo para David Hemmings compor o personagem de 'Thomas', o fotógrafo anônimo de 'Blow Up', de Michelangelo Antonioni!! Seria ele, e não David Bailey! Acho que procede!

Desde a famosa foto da capa, apelidada de 'Onze Mãos', - descubra de quem é a décima primeira, - (lá em cima), até os seus clics finais, em 1973, Cooper percorreu 10 dos melhores anos da banda! Fotos íntimas, históricas, inéditas... têm de tudo! Gram Parsons está lá! Anita Pallenberg - gata de Keef, que também comenta as fotos -, está presente! Assim como Jagger e sua linda namorada Marianne Faithfull, Watts, Wyman, Mick Taylor, e o seu primeiro amigo da banda, Brian Jones!


Cooper seguiu Jones de Londres ao Marrocos! Imortalizou, o já imortal Stone, em fotos inesquecíveis - vejam o livro - mas acabou ficando amigo mesmo de Keef, e daí surgiu sua maior intimidade com a banda!

Keff e Therry Southern - amigo chegado da banda -, fazem um impressionante 'bate-bola', comentando quase todas as fotos! Segundo Keith, o talento de Michael está presente em todos os tipos de fotos. Pode ser dos Stones ou de uma velhinha pegando o ônibus!

Southern, Robert Fraser, o produtor Jimmy Miller e Cooper foram alguns dos caras que não ouviram um conselho sábio de um antigo manager: "Com os Stones, você tem de sair um pouco antes da festa acabar. Se você se atrasar, irá para a delegacia ou para o cemitério"!


Michael Cooper talvez tenha se atrasado! Ele sofria de depressão. Em 1973, ele morreu de overdose de heroína, aos 32 anos!
Seu filho Adam, que na época ainda garotinho, já circulava pelos sets de fotos, virou produtor de cinema, e graças a Deus, recuperou o trabalho do pai neste livro!

Keff - e eu - agradecemos!!

As fotos falam por si só!

    

Nenhum comentário: